Melancia


Com 29 anos, uma filha recém-nascida nos braços e um marido que acabou de confessar um caso de mais de seis meses com a vizinha também casada, Claire se resume a um coração partido, um corpo inteiramente redondo, aparentando uma melancia, e os efeitos colaterais da gravidez, como, digamos, um canal de nascimento dez vezes maior que seu tamanho normal!
Não tendo nada melhor em vista, Claire volta a morar com sua excêntrica família: duas irmãs, uma delas obcecada pelo oculto, e a outra, uma demolidora de corações; uma mãe viciada em telenovelas e com fobia de cozinha; e um pai à beira de um ataque de nervos. Depois de muitos dias em depressão, bebedeira e choro, Claire decide avaliar os prós e contras de um casamento de três anos. E começa a se sentir melhor. Aliás, bem melhor. É justamente nesse momento que James, seu ex-marido, reaparece, paea convence-la a assumir a culpa por te-lo jogado nos braços de outra mulher.. Claire irá recebê-lo, mas lhe reservará uma bela surpresa...

Quando li a sinopse atrás do livro, pensei que ele seria bem chatinho e mulherzinha, mas tenho que dizer que me surpreendi bastante. No começo, pode parecer que 3/4 do livro é pura enrolação e pensamentos confusos da personagem (já que o livro é contado em primeira pessoa), porém vale a pena ler todo o livro só para chegar ao 1/4 realmente emocionante.
Não importa se você já teve filhos ou não, se tem 29 ou 16 anos (como eu), o que importa é que qualquer mulher pode se identificar com os pensamentos de Clair e chega até ser engraçado que de repente você é capaz de se ver nela. O livro é realmente um manual de relacionamentos, vai contando detalhadamente os dias em que Clair tenta superar o abandono do marido e cuidar da filha recém-nascida, mostra desde o estado totalmente depressivo até o estado de que "Posso superar tudo".
E o que eu mais amei no livro é que a escritora se aprofunda nos personagens! É difícil não se sentir em família com a mãe, o pai e as duas irmãs de Clair. Todos os detalhes, as manias dos personagens e memórias são contadas de uma forma que parece que você os conhece há anos. Sem falar no humor que a história tem e nas partes filósofas e tocantes. Várias vezes fiquei com vontade de grifar (o livro que não é meu) alguns trechos que achei incríveis.
Acho que toda mulher devia ler Melancia uma vez na vida, só para compreender todos os acontecimentos ruins que já aconteceram em sua vida. Não é por causa de um marido ou de um bebê, é apenas saber viver e aceitar muitas das coisas que acontecem. Achei realmente uma lição de vida e superação o livro. Palmas para Marian Keyes!


0 Comentários:

Deixe seu comentário