Ponto de Impacto

Um dos escritores que eu mais gosto definitivamente é Dan Brown, pelo simples fato de que são os livros dele que me ensinam um bocado de coisas que eu nunca aprendi na escola e que talvez, nunca fosse aprender em qualquer lugar sem estudar muito sobre religião, artes, ocultismo, ou como nesse livro, sobre geleiras, mar e meteoritos.

A história é sobre Rachel Sexton, filha do Senador Sexton, o qual está se candidatando para ser o novo Presidente dos Estados Unidos. Ele é basicamente o político mentiroso e pilantra, mas que está ganhando muitos votos porque está atacando a NASA, alegando que o Presidente atual gasta demais com eles e só vê fracassos. Foi nessa confusão política, que Rachel vai para o Ártico, a convite do Presidente atual para mostrar a mais incrível descoberta: um meteorito que possui vida de outros planetas. Mas quando Rachel descobre que essa história está estranha, um grupo de assassinos decide calar todos aqueles que sabem demais. E ela é uma deles.

Sabe aquele filme de suspense que a cada instante você pensa que eles vão morrer? Então, o livro é basicamente isso e acho que os momentos finais são os piores. Os problemas que Rachel, Mike e Corky (dois cientistas amigos dela) passaram, foi muito, mas muito pior dos que Robert Langdon passou com suas parceiras em cada livro. Eu sempre ficava: MEU DEUS, ELES NÃO VÃO SE SAFAR DESSA, SEM CHANCE.

A história é toda muito bem contada e tudo que acontece influencia no final, ou seja, cada detalhe é extremamente importante para o entendimento final. E como eu disse, os livros do Dan Brown ensinam muita coisa mesmo, se você me perguntar como que faz para identificar um meteorito, eu vou saber (não igual um cientista, mas o básico do básico). Sempre que eu leio os livros dele, fico com vontade de ser cientista, mas como Química e eu não nos damos bem, é melhor eu seguir com Línguas mesmo.

O personagem, que em minha opinião, merece maior destaque é Gabrielle, a assistente do Senador Sexton. Ela é simplesmente uma mulher forte e inteligente o bastante para conseguir dar um fim em problemas que aparece. Fiquei impressionada com o jeito que ela lidou com tudo. Outro que merece destaque é Mike Tolland, por saber muito sobre o mar e me dar lições muito boas sobre megaplumas. Fiquei com medo do mar, mais do que já tenho. Ele também tem uma personalidade forte e me conquistou pelo seu jeito gentil.

Não preciso nem dizer que indico o livro, já que qualquer livro do Dan Brown deve ser lido. Para mim, agora só falta Fortaleza Digital, lá vou eu :D

3 Comentários:

  1. Olá!

    Estou louca para ler Ponto de Impacto, mas terei que esperar longos 6 meses. De acordo com sua resenha, não será em vão (e o fato de ser apaixonada pelo Dan Brown nem ajuda em nada...).

    Abraços e sucesso!

    ResponderExcluir
  2. Ahh ouvi falar super bem de Dan Brown mas infelizmente nunca li nenhum livro dele, vou anotar a dica.

    ResponderExcluir
  3. Ai, eu também adoro Dan, mas eu me decepcionei com O Símbolo Perdido e nunca mais tive vontade de ler outro livro dele. mimimi )):
    Mas pelo que você falou esse vale a pena. Assim que eu tiver oportunidade eu vou comprar. Eu sempre achei os livros dele muito foda, principalmente Anjos e Demônios <3

    Beijos e um feliz natal *-*
    Kaká

    ResponderExcluir