Austin Kleon

Eu estava dando uma olhada em um dos meus blogs favoritos, o Cookies, Papel e Tinta da Irena Freitas e dei de cara com um post sobre esse escritor e artista chamado Austin Kleon. No post de Irena, havia o link para umas dicas que ele dá em seu blog para quem quer ser artista e escritor. Quem me conhece, sabe que sonho em ser escritora e como sofro com problemas de inspiração e vontade, sempre acabo ficando com raiva de mim por não conseguir escrever algo realmente bom e do meu agrado. Além de que hoje, fiquei totalmente desanimada ao descobrir nas aulas de Literatura que Fernando Pessoa escreveu cerca de 50 poesias com seu heterônimo Alberto Caeiro em uma noite (ou dia, sei lá), ou seja, algo que eu nunca conseguiria já que no máximo, em um dia de muita inspiração, escrevo no máximo umas quinze páginas ou até menos.
Outro problema que tenho é que quando estou em São Paulo, não tenho muita vontade de escrever porque sempre tenho muitas coisas a fazer e mesmo quando tenho tempo de sobra, fico no computador perdendo tempo precioso em horas de ócio. Só quando viajo para o interior, que estou longe de qualquer tecnologia além do meu notebook sem internet é que ponho-me a escrever um bocado e desenfreadamente.
Tudo bem, não é sobre mim que quero falar, é sobre o post que Austin Kleon fez, que apesar de ser em inglês, é ótimo e vale a pena ler! Se você não sabe inglês ou tem dificuldade, faça como eu que tenho preguiça de ficar lendo em inglês e traduz tudo de uma vez no Google que dá para entender apesar dos erros. As dicas que ele escreveu são realmente muito boas e fizeram-me até ficar com vontade de escrever alguma coisa ou me dedicar a alguns projetos que eu tenho em mente (e que só ficam na minha mente, nunca passam para a ação). Sem falar que me fez ficar com saudade da época que eu escrevia com lápis e papel, ficava dias direto só escrevendo até meu dedo ficar em carne viva e impossibilitado de escrever mais (loucura para quê, não é?).
O negócio é que além de Austin escrever bem, ele também é um poeta super criativo. Sabe como ele escreve seus poemas? Ele pega uma folha de jornal, risca ela toda de preto e só deixa as palavras que lhe interessa, assim, ele cria um poema. Ou melhor, copia, como ele mesmo fala nas dicas.

Ele fala nas dicas sobre cópias e sobre se basear em livros e outras coisas que você gosta. Eu sempre tenho esse problema, medo de escrever algo parecido demais com livros que eu amo ler (e o pior que já fiz isso). Acho que não é falta de criatividade, é que você gosta tanto, mas tanto de algo, que você quer escrever na mesma linha e sai algo parecido. De qualquer forma, acho que não importa se seu livro vai sair magnífico, o que importa é se você realmente gosta do que escreve e isso acontece comigo. Muitas vezes, paro tudo que estou fazendo e decido ler minhas fanfics porque gosto realmente delas.
Então, para quem quer ser escritor, pintor, músico, desenhista, designer, ou simplesmente, artista, dê uma olhada no site e aprenda um pouquinho com quem entede como ser um.

0 Comentários:

Deixe seu comentário