Um anime para bookaholic: Dantalian no Shoka

Sei que muitos dos que acessam esse blog e procuram dicas literárias não se interessam nem um pouco por animes. Mas como sou uma pessoa de fases, e minha fase otaku voltou com tudo, não posso deixar de falar de anime que agradará também os bookaholics.
A história é sobre Hugh Anthony Disward, um jovem rapaz inglês que herda uma mansão enorme de seu avô. Ele viaja até lá e descobre na biblioteca uma garota chamada Dalian que conta a história da Biblioteca Mística de Dantalian, um lugar onde há 900.666 livros demoníacos que se caírem em mãos erradas acarretará diversos problemas. Como guardiã do portal, ela e Hugh irão desvendar vários mistérios, resgatar livros e usar os mesmos para ajudar pessoas.
Já no primeiro capítulo você percebe que o foco será no sobrenatural e no sombrio. As músicas de abertura e encerramento também mostram bem isso, principalmente a última que é bem sinistra. Os capítulos, por enquanto, são naquele estilo “você pode perder um que entende a história do mesmo jeito”, já que cada episódio é uma história diferente, com personagens coadjuvantes diferentes e livros místicos diferentes.

Por enquanto, estou achando o anime bem parado, mas acho que logo acontece algum mistério que vai fazer a trama se desenrolar (é o que eu presumo a partir das cenas da abertura). O estilo de desenho lembrou-me muito Shakugan no Shana, um dos meus animes favoritos e acho que também foi isso que me instigou a assisti-lo.
Quanto à parte literária, eu achei realmente interessante. Tem passagens muito legais e não tem como não se identificar com a Dalian, que ama ler. Ela tem uma personalidade super forte e é bem insolente, diz o que tem que dizer sem medir consequências. Só acho-a (comparando-a com Shana de Shakugan no Shana) delicada demais, esperava para uma guardiã, que ela fosse mais poderosa. Apesar de que, com sua aparência de boneca, não podia se esperar demais.
Hugh também não é grande coisa, para se proteger ele conta apenas com uma pistola e com a chave que Dalian lhe deu. Essa chave abre o portão que há em seu coração e Hugh pode retirar qualquer livro que queira da Biblioteca Mística de Dantalian. Outra personagem digna de se lembrar é a garota misteriosa que fica sozinha na Biblioteca Mística e que Hugh a encontra sempre que entra lá. Eu não sei o nome dela e nem sei qual a importância dela na história, mas talvez logo descubramos mais.

Por enquanto o anime possui apenas seis episódios, então, se quiser acompanhar e evitar que se acumule, aconselho começar agora. O sexto episódio é decididamente o melhor de todos até agora e apresenta dois novos personagens incríveis (que, diga-se de passagem, gostei mais do que os principais).


“Você não quer sair da Biblioteca Mística de Dantalian?”
“Não quero deixar este lugar. Desejo ficar rodeada pelos meus amados livros”
“Você não aprenderá sobre o mundo só com os livros”
“Eu posso. Você pode encontrar tudo em um livro. O cheiro do Sol, o doce sabor de um bolinho, até mesmo o calor de uma cama...”
“Será real?”
“Sim, para mim é”
“Não se sente solitária?”
“Já esqueci o que significa ser solitária. Sim, eu tinha esquecido como era... até você vir aqui”.

(Capítulo 5)


4 Comentários:

  1. São raros animes que me chamam atenção, mas a qualidade do enredo deles é impressionante. São mais caprichados (na trama) que muitas animações (e filmes), mas sei lá, não me atrai muito.

    ResponderExcluir
  2. Parece ser bem legal, mas eu realmente não gosto de animes, então acho que vou passar UAHSAUHS

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  3. Ai, eu sou apaixonada por esses encontros na biblioteca, foi o que primeiro me chamou a atenção. Eu adorei a estória, sério, todo esse negócio de que eles não podem deixar os livros demoníacos cairem nas mãos erradas e de desvendarem mistérios, além de usar os livros como uma ajuda para as pessoas, achei super interessante.
    Logo quando você falou que esperava que a Dalian fosse mais poderosa, lembrei da Suzannah Simon, o jeito destemido dela ficaria perfeito na Dalian, aliás, em qualquer salvadora da pátria. Gente, essa música teve o dom de despertar os sentimentos mais macabros/masoquistas/tristes em mim, KÇLAKSÇAKDÇLK. Juro que fiquei tão voando quando a escutei, me senti no meio da floresta correndo de algo que eu não sei o que é, mas que tenho certeza de que não é bom.
    Enfim, adorei Dasty. Queria ver todos esses animes que você indica aqui, parecem ser fantásticos e a minha saudade de Naruto só faz aumentar meus estinto otaku de ser.
    Nhac, e você é uma fofa viu? :3 Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Parece ser legal, me lembrou Gosick também. Infelizmente não tem nem como eu assistir animes por enquanto, faz uns bons meses que não vejo nenhum çç

    ResponderExcluir