Diário de uma garota nada popular

Eu tinha prometido a mim mesma que não ia tocar nos 16 livros que eu havia ganhado até terminar de ler os 30 pendentes da biblioteca. Mas como eu queria algum livro rapidinho só para eu ler na minha noite de sexta-feira, decidi que Diário de uma garota nada popular seria perfeito para cumprir esse papel. Apesar de aparentar ser grosso, por dentro ele é cheio de desenhos e escrito como se realmente fosse um diário (as folhas possuem linhas e tipografia imitando letra humana), então dá para ler rapidinho.
Ele é voltado mais para pré-adolescentes, porque a personagem principal, Nikki, tem 14 anos, mas nada impede de uma pessoa mais velha ler, já que tenho 17. Por mais que em algumas partes ele aparente ser bobinho, eu achei a história SUPER engraçada e adorei o jeito dramático de Nikki em relação a tudo.
Como eu disse antes, a personagem principal é Nikki e ela ganha uma bolsa em uma escola particular após seu pai dedetizar esta. Então rola todo aquele drama adolescente de mudança de escola, em conseguir novos amigos, descobrir se aquele cara que você gosta também está a fim de você e se tornar finalmente, quem sabe, popular. É lá que ela conhece Mackenzie, uma garota super popular, bonita e rica, que tornará sua vida um inferno.
Como podem ver, é o típico romance adolescente americano que por mais que já estejamos acostumados, sempre é legal rever novamente. A única coisa que eu achei, é que não era Mackenzie que transformava a vida de Nikki em um inferno (apesar dela ter sua parcela de culpa), mas sim a própria Nikki. Sei que ter baixa auto-estima e se comparar a outras pessoas acontece o tempo todo, principalmente nessa idade, mas acho que Nikki não deveria se crucificar tanto por causa disso e impedir que o jeito de Mackenzie a fizesse se sentir menosprezada.
Mas logo Nikki mostra que é incrível, porque ela tem um maravilhoso dom artístico. Ela se inscreve em um Concurso de Artes, no qual Mackenzie também irá participar e mostrará a todos sua capacidade. Sem falar que ela acha duas amigas (que eu me identifiquei muito com elas) que odeiam Educação Física e amam ler! Elas trabalham na Biblioteca ajudando a arrumar os livros e sonham em ir a Semana Nacional de Biblioteca para encontrarem os escritores Stephenie Meyer, Meg Cabot e Rick Riordan. Outra personagem que merece destaque é o garoto por quem Nikki nutre uma queda: Brandon. Ele é fotógrafo e trabalha no jornal da escola e é super legal com Nikki mesmo quando todos estão zoando ela.
Tenho que parabenizar a Editora Verus pela bela diagramação, porque além de o livro ser lindo por dentro, por fora ele é de capa dura e com uma capa super fofa, imitando realmente um diário. Vale muito a pena ler e se divertir com esse chick-lit! :D

2 Comentários:

  1. Oi flor, que ótimo que gostou dos livros que comprei e ganhei rs *-*
    são os últimos dias para as inscrições do sorteio A Linguagem das Flores.
    Para participar basta seguir o blog !!! E preencher um formulário. Participe!
    Imaginayre.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. ai que fofooo!
    deve ser legal dentro da faixa etária né?
    bj

    ResponderExcluir