Halloween


Por mais que eu seja um tanto patriota, eu sempre quis que o Brasil tivesse Halloween. Já que eu gosto muito desse lance de macabro e coisas ocultas, então, uma festa toda divertida como essa e recheada de doces seria incrível. Atualmente, há algumas pessoas que comemoram o Halloween, em alguns lugares do Brasil, há crianças batendo de porta em porta pedindo doces (apesar de eu não saber qual o objetivo, já que nenhuma casa vai estar preparada para tal, afinal não é uma festa costumeira). De qualquer forma, os que apreciam a comemoração podem se contar com festinhas a fantasia com os amigos, que, em minha opinião, não é grande coisa comparada ao que acontece nos Estados Unidos (apesar de que, estou aberta para convites de festas de Halloween, HAHA). Então, como provavelmente vou passar meu 31 de Outubro em casa, decidi fazer um post sobre inspirações e também dicas do que você pode fazer também nessa segunda-feira sem emoções e sustos.

1) Doces:



2) Fantasias/Maquiagem:



3) Livros:

Neste livro o leitor conhecerá Raven, uma garota gótica de 16 anos, sempre foi fascinada por vampiros. E quando uma nova família e seu gatíssimo filho dark se mudam para uma mansão abandonada no topo de uma colina, a garota acredita que um beijo do misterioso recém-chegado poderá transformá-la em uma criatura das trevas. Um romance tenebroso e divertido que conta a história de um casal alternativo em uma cidade onde a conformidade reina - mas que pode ter um fim surpreendente!
Li esse livro faz muito tempo, a história é bem light e legal, mas o que me chamou a atenção foi a apresentação do Halloween no livro, fala sobre o costume e também sobre vários doces americanos que sempre vemos nos filmes, mas não conhecemos.

Meg Cabot nos apresenta a vida desta mediadora que tem certa ojeriza a prédios antigos: quanto mais velho um edifício, maiores as probabilidades de alguém ter morrido dentro dele. Filha de um pai-fantasma nada ausente e uma nova família, que inclui um pai adotivo e três irmãos postiços, a história começa com a mudança de Suzannah para uma casa mal-assombrada na ensolarada Califórnia. Só que Jesse não é um espírito qualquer, é um fantasma bonitão que nada faz para assustá-la, muito pelo contrário.
O primeiro livro da minha série favorita, vale a pena ler ela toda. Sou simplesmente viciada na história e nos personagens, principalmente por causa da temática. Nem preciso falar mais nada, não é? Nada como fantasmas para deixar o nosso Halloween muito mais divertido.





Este livro de Rosa Amanda Strausz traz onze contos que fazem qualquer um sentir um friozinho cortante percorrer a espinha. Mas o medo aqui não paralisa, pelo contrário, só faz crescer a vontade de chegar à página seguinte, o que exige fôlego. Um prato cheio para quem curte histórias de terror e mistério - e qual é a criança ou o jovem que não curte? - e um bom começo para os iniciantes neste tipo de literatura. Em 'Sete ossos e uma maldição', não há sangue espirrando nem miolos saltando, como informa de antemão a orelha do livro. Nada explícito ou de mau gosto. Nele, a imaginação do leitor se encarrega de formar as cenas macabras forjadas através de um texto elegante. E é exatamente esse terror sugerido, literatura fantástica da melhor qualidade, que o torna tão atraente.
Adorei esse livro e simplesmente é ótimo para aterrorizar sua noite, já fiz uma resenha sobre ele nesse link.




4) Filmes:

Contos do Dia das Bruxas toma emprestado o mesmo estilo de Creepshow e Tales from the Crypt para apresentar ao espectador toda uma nova gama através de quatro contos intercalados e ambientados na noite de Halloween: o diretor de um colégio desabrocha ao luar como um terrível assassino serial; a jornada de uma jovem virgem por alguém especial tem uma reviravolta extraordinária; um grupo de adolescentes executa uma cruel travessura com consequências desastrosas; e um velho briguento combate um demônio muito disposto a travessuras e gostosuras!
Já assisti esse filme e adorei! Ele pode não ser muito assustador, mas achei bem divertido e tenso, bem ao estilo Halloween.



5) Músicas:





7 Comentários:

  1. Nunca li nenhum dos três, mas já me indicaram mil vezes A Mediadora.
    Quando eu tava no terceiro colegial, as pessoas da minha classe fizeram uma festa de Halloween. Ela foi bem grande, só que apesar de toda a festa estar bem condizente com a temática, poucas pessoas foram com fantasia e algumas fugiam do Halloween.D:
    Gosto muito dele também e acho triste não termos quase nada relacionado a ele por aqui.

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente aqui no Brasil, nada de Halloween. ):
    Eu já li Sete Ossos e Uma Maldição, assustador e me deixou arrepiada do começo ao fim. Já os outros dois até agora não cheguei a ler.
    Um tempo atrás teve 3 HQ do livro Beijos de Vampiro, foram bons e fiquei curiosa ao saber que tinha livro.

    ResponderExcluir
  3. AMEI os doces! hahahahaha

    E essa fantasia de Noiva Cadáver? Super quero! :B

    Não há música melhor para representar o halloween que Marilyn Manson!

    Os livros eu ainda não li nenhum, mas Beijos de Vampiro eu estou a um tempinho querendo ler!

    Ótimas dicas!

    Beijos!
    http://www.pronomeinterrogativo.com

    ResponderExcluir
  4. é uma pena que o Halloween não faça parte da nossa cultura.
    amei os doces, olha aquele dedo! mas o melhor é R.I.P
    Não conhecia o livro Beijos de Vampiro, parece interessante...

    ResponderExcluir
  5. 7 ossos e uma maldição é um livro de contos incrivel, único livro de terror pelo qual eu fiquei morrendo de medo .;D

    ResponderExcluir
  6. AMEI OS DOCINHOS!

    Suuuuuper cute *-*
    E essas makes então? Simplesmente a-do-rei a da noite cadáver!

    Sobre a festa.... bem o máximo que tem aqui na minha city é uma balada do clubezinho mais popular, com a temática de Halloween. As pessoas vão de fantasia e tudo, e a decoração é bem bolada, a unica coisa que estraga são as musicas que eles põem pra tocar. Tipo, Halloween com sertanejo universitário nem dá né?

    ResponderExcluir
  7. *---* Adoro o Halloween e acredito que não somos em poucos os que queriam que no brasil tivesse algo a mais do que simples festinhas a fantasia.
    Adorei os docinhos, dá até vontade de arriscar a fazer alguns.
    E por último e não menos importante, Chris Pohl *--* Bonitão =P

    ResponderExcluir