Annabel e Sarah



Mais um livro que recebi pelo Booktour, novamente da Editora Draco. Tenho que dizer que realmente adorei a diagramação dessa editora, tanto nesse livro, como em Neon Azul há uma mescla de páginas de cor branca e outras negras que deixam o livro mais bonito por dentro. Mas confesso que não gostei muito da capa, achei algo muito “recortei no photoshop e colei”.
A história é sobre duas irmãs gêmeas, Annabel e Sarah, sendo que a primeira é rebelde, fala o que pensa e tem um estilo despojado enquanto a segunda é mais feminina e sweet. Certo dia, quando elas vão sair com o seu pai e este faz uma parada, as duas entram em um bar abandonado onde Sarah acaba sendo sugada por uma televisão. Desesperada, Annabel também entra na televisão e tenta salvar sua irmã. Sarah acaba indo para uma dimensão onde há uma cidade onde todos são obrigados a serem felizes enquanto Annabel vai para uma dimensão onde os animais são racionais e os humanos são selvagens.
Quem já leu Alice no País das Maravilhas vai perceber que as histórias são parecidas, principalmente naquele estilo “isso não faz sentido”. Eu, particularmente, não gostei muito do jeito que Annabel e Sarah vão parar em outra dimensão, mas tenho que concordar que a escolha de um portal não é muito fácil (por exemplo, o guarda-roupa de Crônicas de Nárnia). Mas quando elas finalmente estão dentro da televisão que tudo fica fantástico.
Adorei a dimensão de Annabel! Lá que há os melhores personagens como Dean Chinaski (uma raposa desordeira) e Op Spade (um lobo detetive). Nesse lugar totalmente às avessas, onde reina uma atmosfera degradante e meio noir, Annabel terá que achar a flor Amor-perfeito que a ajudará a salvar sua irmã. Enquanto isso, Sarah irá para a tal cidade que mencionei, a qual, em minha imaginação, era algo meio lúdico e burlesco, onde uma malvada prefeita faz a vida de todos uma tormenta feliz. A melhor personagem é Beatrice, filha da prefeita, que decide ajudar Sarah.
A personagem que há um maior aprofundamento é Annabel, onde há capítulos especiais onde ela conta algumas informações sobre sua vida, por isso, ela pode acabar sendo a gêmea favorita da maioria das pessoas que leem o livro. Por mais que a história seja fantástica, achei que faltou alguma coisa, talvez seja pelo fato de que Jim Anotsu (autor brasileiro para minha surpresa) escreveu essa história durante a adolescência. Também não gostei muito do final do livro, esperava mais. Mesmo assim, adoro livro sobre fantasias e outras dimensões, e para quem curte esse mesmo estilo, fica a dica.

3 Comentários:

  1. Oi Dasty!!
    A história parece ser bem interessante, pena que o final não foi tudo isso.
    Realmente a capa está bem photoshopada, a menina não tem sombra!
    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  2. Realmente, os itens da capa não rimaram muito, uma pena, porque o livro parece ser muito bom e muita gente julga livro pela capa.

    Mas sua resenha ficou ótima e o detalhe da parte interna me deixou curiosa para tê-lo em mãos, parece ser um contraste bem legal!

    Beijos!
    http://www.pronomeinterrogativo.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Dasty,

    Bem to passando pra dar uma visitinha e uma olhadinha por cima nas suas postagens que acabei ficando sem tempo pra ler por falta da internet, mas essa semana ainda vou ler os posts que eu achar mais interessante e também deixar alguns comentários se for possível XD

    ResponderExcluir