Aventuras mirabolantes em um ônibus


Ônibus é uma das coisas mais complexas que estou enfrentando esses dias. Mas eu gosto muito. Sei que é loucura da minha parte, afinal nenhuma pessoa em sã consciência pode gostar do chacoalhar de um ônibus, ou ter que ficar em pé segurando aquelas barras para não cair no meio de várias outras pessoas. O problema é que sou como uma criança. Acho ônibus parecido com uma montanha-russa turbulenta e adoro quando ele desce rampas enormes ou quando passa em uma lombada e meu corpo é levantado no mínimo meio metro do banco.


Mas o que eu mais gosto é de ficar olhando a paisagem (composta por prédios, lojas, casas, carros e tudo que é urbano) e ouvindo música. Andar de carro ou ônibus é a coisa mais relaxante para mim desde que eu esteja sentada e perto da janela. Sinto-me bem melhor só de ficar pensando na vida e analisando cada detalhe do roteiro. Adoro especialmente pegar ônibus que vão para o meu mesmo destino, mas que tomam rotas diferentes, assim todo dia é novidade.
Porém, ônibus tem suas particularidades que para uma pessoa como eu que andou pouco são estranhas. Quando eu vi pela primeira vez uma mulher sentada perguntando a um rapaz se podia segurar a mochila deste que estava de pé, achei a coisa mais estranha do universo. Pensei que a mulher estava tentando seduzi-lo com uma ação gentil. Tanto que logo em seguida um homem perguntou se eu queria que ele segurasse minha mochila e encarei aquilo como ultraje.


O negócio é que depois minha mãe esclareceu-me essa dúvida, dizendo que é uma gentileza das pessoas que vem desde quando ela também estudava. Mesmo assim, eu ainda não conseguia entender completamente, é claro, até hoje. Vi uma pobre mulher segurando uma bolsa e várias sacolas no ônibus lotado. Como eu estava sentada, enchi-me de coragem e perguntei se ela queria que eu segurasse e, com toda gratidão, ela aceitou. Foi então que eu entendi o que significava ser gentil. E achei aquilo tudo muito legal.


Outra coisa que não entendo em ônibus são as filas dos terminais. No lugar onde eu pego, há duas filas: uma para pegar o ônibus vazio e outro para pegá-lo mais ou menos cheio. Várias vezes peguei a segunda fila pensando que era a primeira. E quando pegava a segunda, acontecia alguma coisa que fazia a primeira fila ir primeiro, ou seja: eu nunca conseguia pegar o ônibus vazio. Foi então que parei de ser a mongoloide que sou e com toda a esperteza do mundo que eu não sabia que existia em mim, acabava furando fila e entrando na maior cara dura. Principalmente quando inesperadamente a fila parava e ninguém entrava mais. Não sei qual é o segredo das filas do ônibus, mas se eu ficar tentando descobrir, nunca vou conseguir chegar em casa. Sem falar que o ponto que desço é um dos últimos e várias vezes fiquei em pé durante grande parte do trajeto enquanto a maioria que descia rapidamente, tinha lugares. E ficar segurando aquelas barras deixam meus ombros totalmente doloridos e acabados.


E a conclusão que chego é que: ou essa liberdade vai acabar deixando-me mais gentil ou uma completa malandra. Afinal, não há coisa mais complexa que ônibus?

13 Comentários:

  1. Tipo, eu acho que estou ficando maluca. Eu morro de rir com seus posts. O pior de tudo: Sozinha. Você é tão, tão, sei lá man. É do tipo de pessoa que não se encontra em um busão XD


    Sinto saudades de quando eu p): egava o busão de 40 minutos ( estudava longe ) e ficava escutando música, perdida nos pensamentos e tals. Sinto muita falta mesmo.

    Fleurs en Papier

    ResponderExcluir
  2. Adoro andar de ônibus, desde que não esteja lotado.
    Para voltar da escola, quando eu estava estudando, eu pegava um ônibus cujo ponto final era num terminal perto da escola, e ficava muito feliz, só que ao contrário, quando nêgo ia descer NO TERMINAL e ficava na porta do onibus, dificultando a minha descida ¬¬ Lembro-me de ter saltitado para descer, uma vez ¬¬
    Seu layout é lindo *---*
    ;**

    ResponderExcluir
  3. Fiquei chocada com a sua coleção de câmeras, adorei *----*
    Ahhh onibus... eu gosto tbm, de carros tbm. Nada como um bom passeio pelo cidade, ouvindo musica, vendo a paisagem!!! Quero tirar logo a minha carteira de motorista e poder dirigir a hora que me der na telha :D
    Já presenciei coisas muito engraçadas em onibus, vi gente pulando a roleta pra xingar o motorista, gente tentando entrar pela saída pq nao cabia mais gente no onibus... coisas assim x)

    ResponderExcluir
  4. Quando o ônibus não está muito cheio, até que gosto. Caso contrario fico querendo logo sair.
    Tomo ônibus duas vezes na semana, para ir pro curso, as vezes esta mega vazia e as vezes MEGA lotado. Alem dele demorar mais de meia hora, ainda tenho que passar por isso.
    Fora isso adoro ver as paisagens e escutar músicas ao mesmo tempo. (:
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu pego onibus todo dia para ir para a escola e voltar. A sorte era de que eu poderia pegar qualquer um que desceria pertinho de casa, no máximo duas quadras. E eu odeio onibus cheio então isso é uma vantagem para aqueles que podem pegar qualquer um para ir para casa.

    ResponderExcluir
  6. Nossa.. também tenho muitas histórias nos ônibus. Sempre andei de ônibus e durante esse tempo, acumulei muitas histórias...

    herecomesmyworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Ora,Dasty, é uma gentileza XD
    Eu faço isso rs E também dou meu caderno se pedem pra segurar :-)
    Outra gentileza é você dar o lugar ao idoso/gestante/pessoa com criança de colo.
    Só você mesmo pra gostar de ônibus KKKKK Eu odeio :( Sorte que minha facul é perto e nem fico muito tempo em pé.

    ResponderExcluir
  8. Eu também gosto de olhar pela janela ouvindo musica.Não tenho nada contra ônibus, só quando está lotado. Até porque eu nunca sou gentil, e acabo me passando por mal educado ou antipático, sei la. Mas na maioria das vezes é só timidez rs

    ResponderExcluir
  9. realmente eh mt estranho alguem gostar de onibus! hihihihi
    bjs

    ResponderExcluir
  10. aah, isso de gentileza no busão é legal hahah ônibus é uma coisa bem "vida moderna", sabe, e o fato de mesmo com todo mundo cheio de coisas para fazer e problemas na cabeça ainda pensar no próximo é bem legal :D

    ResponderExcluir
  11. Nossa, tudo o que você falou é verdade! Também achava estranho essa coisa de segurar a bolsa, mas é tudo questão de costume e gentileza. Ainda bem que existem pessoas que prezam isso hoje em dia :D

    Beijos
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Sério, não sei como você consegue se divertir tanto dentro de um ônibus. Me ensina? Andar de ônibus é muito ruim DX
    Já segurei a bolsa de muita gente e muita gente também já segurou a minha, assim como também sou uma das poucas almas que levanta quando vê um idoso entrando.

    ResponderExcluir
  13. Haha, essas suas experiências sempre me divertem aqui, como daquela vez que você conversou com um cara da faculdade pensando que era da sua turma! Mas foi mt bom você se "encher de coragem" e ajudar a moça! =)

    ResponderExcluir