Avatar: A Lenda de Korra

Sou uma pessoa que não só gosta de animes como também em desenhos em geral. É verdade que eu não assisto tantos como antes, mas há alguns que ainda prendem minha atenção quando assisto televisão. Outros são tão bons que eu baixo ou assisto online no computador. Um deles decididamente é Avatar: A lenda de Aang.
Sou simplesmente apaixonada por esse desenho! Nunca vi um tão criativo e tão mágico quanto a história do garoto que precisa aprender a dobrar os quatro elementos. Quando finalmente acabou as três temporadas, fiquei triste, queria mais porque achava que ainda faltava algumas explicações. Foi então que ano passado eu tive a notícia da nova temporada. A diferença é que a nova aventura não seria com o avatar Aang e sim com o novo Avatar, Korra. Uma história diferente, em uma época diferente, mas que dava continuidade a anterior. Eu realmente pirei quando vi o trailer (o blogger não está me deixando postar o vídeo, não sei porque diabos).
Tudo bem, vou tentar explicar esse desenho para quem nunca assistiu. Avatar é um desenho da Nickelodeon conhecido como pseudo-anime, ou seja, ele foi feito nos Estados Unidos, mas tem influência de traços japoneses (apesar de eu achar que tem mais cultura chinesa no desenho do que japonesa). No mundo em que se passa a história, há quatro nações: as Tribos da Água, Nação do Fogo, Nômades do Ar e Reino da Terra. Cada pessoa dessa nação consegue dominar um dos elementos e elas vivem divididas. Há apenas uma pessoa que consegue dominar os quatros elementos e essa pessoa é o Avatar, para manter o equilíbrio. Para isso, cada vez que um Avatar morre, ele reencarna novamente. Ele nasce sabendo determinado elemento, porém terá que aprender a dominar/dobrar os outros.


Em A Lenda de Aang, nos deparamos com um jovem dobrador de ar que precisa aprender os outros elementos. Já em A Lenda de Korra, Aang já morreu e reencarnou em uma garota dobradora de água, que já aprendeu a dobrar terra e fogo, porém tem dificuldades em dobrar ar. E é sobre isso que vou falar no post.
Eu realmente amava as outras três temporadas, porque é o início e a explicação desse universo, porém A Lenda de Korra está me ganhando totalmente. Ela se passa no futuro com uma pegada bem steampunk mesclada com a cultura asiática. A personagem principal é realmente durona, usa e abusa de sua força o que explica sua incapacidade para dobrar ar, já que exige maior calma e espiritualidade. O contrário total de Aang que aparentava ser fraco, mas sabia utilizar muito bem sua espiritualidade.
Ela parte da Tribo da Água do Sul para a Republic City, onde ela será treinada pelo filho de Aang para aprender a dobra do ar. É nesse local que ela irá descobrir que a paz almejada pelo último Avatar não está acontecendo, então será sua tarefa unir os dobradores e os não-dobradores (na outra temporada o problema estava entre os dobradores e suas diferenças, agora como estão unidos o problema passou a ser outro). Há também um vilão misterioso que usa uma máscara, quer tirar o poder de todos os dobradores e há vários seguidores. Ele também possui aliados que apesar de não dobrarem nenhum elemento, sabem muito bem lutar e tirar o Chi (é a energia que faz as pessoas manipularem os elementos, quem assistiu Naruto ou Dragon Ball Z, deve entender melhor do que se trata) dos dobradores. A história parece realmente complexa para quem nunca assistiu, mas conforme for assistindo, dá para entender tudo muito bem. Por isso, indico assistir primeiro A Lenda de Aang e não ir direto A Lenda de Korra.


Nessa nova temporada você irá sentir falta de personagens antigos, que já morreram, porém, haverá muitos outros legais. Há Tenzin, o filho de Aang, um velho sério e rígido que está tentando ensinar Korra e sua mulher grávida. Há os seus três filhos: Jinora (uma menina inteligente e calma), Ikki (uma menina hiperativa que não para de falar) e Meelo (um menino meio besta e sem noção). E também os dois grandes amigos de Korra: Mako (um cara meio turrão e sério, por quem ela vai ter uma queda) e Bolin (irmão de Mako, um cara super legal e engraçado). E para substituir o bisão voador Appa e o lêmure Momo, há o cão-polar Naga e o panda vermelho Pabu.


Infelizmente, que eu saiba, não está passando ainda na Nickelodeon brasileira. Porém, há os episódios online e também para baixar. Por enquanto há 6 episódios, mas parece que irá ter duas temporadas. Vou torcer para ter uma terceira!


PS: Assistir esse desenho me fez lembrar a minha enorme vontade de dobrar água ): infelizmente vou ter que me contentar em aprender alguma arte marcial algum dia.

12 Comentários:

  1. tenho boas lembranças desse desenho. quando saí da quarta para a quinta série, uma das coisas que mais senti foi mudar do turno vespertino pro matutino - não por ter que acordar cedo, mas por perder os desenhos matinais haha avatar era um dos poucos que dava para assistir quando chegava em casa...

    ResponderExcluir
  2. Eu assistia o AANG no SBT, mas nunca fui muito fã. =/

    =*

    ResponderExcluir
  3. Nossa, eu não lembro quando foi a ultima vez que eu assisti a um desenho animado. Quando eu era criança, o único que eu gostava era Coragem, o cão covarde haha
    Nunca gostei de animes, mas na verdade eu nunca vi muitos rs De qualquer forma, já ouvi falarem muito bem de Avatar, posso tentar ver.

    obs: pois é, a minha sorte em ser um louco escrevendo um blog é ter leitores igualmente loucos rs

    ResponderExcluir
  4. Nossa, eu adoro Avatar, só que ainda não pude terminar a segunda temporada... Vou tentar terminar logo!

    ResponderExcluir
  5. Amo avatar. A minha favorita é a Toph. Parece ser bem legal a lenda de Korra, e espero que passe em breve na Nick Br.

    ResponderExcluir
  6. Meu psicologo tb me disse que enquanto eu não por meus pensamentos em prática, eu não sou tão louco assim. Espero que vcs dois tenham razão rs
    Qd atualizar o blog me avisa

    ResponderExcluir
  7. Olá.

    Adoro Avatar, mas ainda não terminei a segunda... Tou lutando pra terminar haha. Muito interessante a lenda de Korra. Ansiosa pra assistir.

    Ei, vc é muito boa com ilustraçoes e tudo. Vc poderia ilustrar um desenho que fiz? Passa lá no blog pra me dizer se você tá disponivel e pra mais informações! Bjão.

    ResponderExcluir
  8. Agradeço. E Eu preciso de um email pra enviar o desenho e especificar tudo. É um desenho que pretendo usar no blog. É um cabeçalho, como esse seu no topo.

    ResponderExcluir
  9. Vi uns episódios, é realmente emocionante XD

    ResponderExcluir
  10. OI..
    tava no blog da Rachel, Corujando e vi sobre esa postagem..como fiquei com vontade de ver, passei aqui pra ler a postagem..não sabia tantos detalhes assim, achei bem legal sua postagem. Pena que só tem 6 epi, gosto de baixar pelo menos quando já tem uma temporada completa, pq não gosto de ver um epi e ter que esperar tanto pelo próximo rs..Que fofo o Pabu! Os personagens antigos fará falta mesmo, eu vi a lenda de Ang todo e tava bem acostumada aos personagens..

    :D

    ResponderExcluir
  11. Eu podia JURAR que tinha comentado seu post. Bem, eu disse que achava a trama dessa série incrível e que, realmente, parece bem complexa, mas é de uma magia épica de abrir os olhos. Gosto da estética, mas nunca parei pra assistir MESMO. Está na lista há um tempo.

    O evento, FLUPP Pensa, por enquanto está só no Rio mesmo e está sendo incrível, como falei lá no post do Edney Silvestre. Se souber de qualquer coisa por aí, aviso, pode deixar.

    Beijo, beijo!

    ResponderExcluir
  12. Nossa, definitivamente o meu desenho favorito, eu poderia escrever uma bíblia elogiando todos os fatores que fazem desse desenho o melhor. O autor conseguiu fazer com que nos apegássemos aos personagens e à historia de forma intensa, é como se nos inseríssemos nela, de forma que no final nos sentimos tristes e perdidos, pois tudo se resolveu, todos tomaram o rumo em suas vidas e nós ficamos ali, sem ter pra onde ir sem poder continuar. Eu também sou apaixonado pelo desenho e não sou de assistir muitos, justamente por ser [geralmente] uma historia muito clichê de lutas/torneios e afins. Gostei muito da sua postagem, eu já estava pensando que era o único a ter gostado tanto do desenho. Ansioso para A lenda de Korra. x)

    ResponderExcluir