O Castelo Animado

Quando assisti a animação da Ghibli, eu não fazia ideia de que era inspirado em um livro. Achei a história do filme tão maravilhosa e mágica, que senti a necessidade de procurar o livro e descobrir se era melhor ainda. Então embarquei no mundo fantástico criado por Diana Wynne Jones, uma escritora inglesa que na faculdade teve aula com J. R. R. Tolkien e C. S. Lewis (sortuda!).

A história é sobre Sophie Hatter, a primeira filha de um chapeleiro. Em Ingary, onde se passa a história, há uma espécie de superstição que diz que a filha primogênita é a que falhará primeiro quando for buscar seu destino, ou seja, suas outras duas irmãs, Lettie e Martha terão mais sorte que ela. Quando seu pai morre e a chapelaria começa a falir, sua madrasta acaba enviando Martha (a mais sortuda por ser a última filha) a uma bruxa para aprender magia e Lettie para trabalhar em um café. Como Sophie não tem esperanças de mudar seu futuro, ela acaba herdando a chapelaria e trabalhando fazendo chapéus.
Um dia, uma mulher entra na loja procurando chapéus e Sophie acaba destratando-a. O que ela não sabia é que a mulher é a Bruxa das Terras Desoladas, que joga uma maldição pela afronta: Sophie se tornará uma velha e não poderá contar a ninguém que está sob um feitiço. Mesmo sabendo que não terá muita sorte em sua vida, Sophie parte atrás do seu destino. O único lugar que ela pode achar a cura é com o terrível mago Howl, que se alimenta do coração de pobres garotas e vive em um castelo que se move sozinho. 

O filme e o livro se diferem em muitas coisas, acho que por isso acabei vendo-os como coisas distintas. Gostei de cada um do seu jeito e mesmo adorando meter o bedelho em filmes que não seguem livros a risca, acho que a Ghibli fez uma bela adaptação ao seu estilo. Não tenho nada quanto a reclamar a isso. Só acho que eles poderiam ter acrescentado mais acontecimentos incríveis do livro, acabaram deixando muita coisa de lado.

A Sophie do livro e do filme são muito parecidas. Em ambos ela é uma personagem forte e determinada. No livro ela não se conforma em ser justamente a irmã sem sorte, ela quer viver aventuras e ter um futuro interessante. Por mais que ela tentasse se conformar em apenas ser uma chapeleira, no fundo, ela sabia que aquilo não foi feito para ela.

Calcifer!
Quando ela é transformada em velha é quando ela começa a viver de verdade. Sophie entra no castelo animado e lá acaba conhecendo Calcifer, um demônio de fogo que fez um pacto com Howl. Calficer diz que se ela conseguir romper o pacto, ele a transformaria em jovem de novo. Por isso, Sophie decide se transformar em empregada de Howl para descobrir como romper o pacto. Lá ela também conhece o aprendiz de Howl, Michael, um garoto de quinze anos.

No filme, somos apresentados a um Howl doce e gentil, no qual o único defeito é a vaidade. No livro, Howl não é só extremamente vaidoso, como também egoísta, egocêntrico, orgulhoso, arrogante e namorador. Apesar de ser um mago talentoso, ele passa a maior parte do tempo tentando conquistar garotas para logo depois abandoná-las. Porém, por trás de toda aquela pose, ele é uma boa pessoa e não tem como não gostar dele.
No livro também é mostrado muitos outros acontecimentos que são ocultados no filme. Na verdade, o filme só pegou as ideias e personagens principais, porque depois tomou um rumo totalmente diferente (mas não tem como não desgostar, o filme é bom demais!). Há mais explicações sobre o feitiço lançado em Sophie e como foi desfeito, da mesma forma que também há mais explicações sobre a maldição de Howl e o sumiço do Mago Suliman e do Príncipe Justin.

O Castelo Animado faz parte de uma série chamada Série do Castelo, há mais dois livros chamados O Castelo no Ar e A Casa de Muitos Caminhos, apesar do enfoque deles não serem mais em Howl e Sophie, eles participam da história.

O Castelo Animado

 
Música tema do filme, uma das músicas instrumentais mais lindas que já ouvi

9 Comentários:

  1. O livro deve ser bacana. Eu amei o filme, a história é mágica mesmo. Eu adorei o Howl e Sophie.

    ResponderExcluir
  2. Owwwn, esse filme é super amorzinho, apesar de que nada supera a viagem de Chihiro em meu coração!

    ResponderExcluir
  3. Um anime inspirado em um livro? Que liindo! A história parece ser encantadora. Mas quando você disse "se alimenta de corações", pensei isso no sentido literal.
    Mas acredita que eu nao assisti a esse filme?
    Beeijos <3

    http://www.quasedescolada.com

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro o filme! Sophie e Howl são um casal lindo.

    Adoro quando Sophie varia de jovem para velha quando diz o que manda seu coração no decorrer do filme.

    Não sabia que tinha livro! Vou procurar!

    apartamento-707.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. A Ghibli sempre acaba acertando, não vi o livro então não tenho como comprar porem eu acho o castelo animado uma das animações mais lindas que eu ja vi.

    ResponderExcluir
  6. tenho muita vontade de ler o livro *-*
    amo essa história. e o Ghibli mudou? já tinha ouvido falar disso. mas, não tem como desgostar do filme. são duas obras distintas,sim. ^^
    @blogabs | Blog Abs | Fanpage

    ResponderExcluir
  7. Ahhh! Veio uma lembrança de quando assisti esse filme, quando era mais novo, na casa do meu tio! Bons e velhos tempos! *---*

    ResponderExcluir
  8. QUAL O NOME DO LIVRO? EU ADOREI O FILME E QUERIA LER O LIVRO, MAS NÃO ACHEI EM LUGAR NENHUM. VOCE PODERIA ME FALAR ONDE POSSO ACHAR PRA LER/COMPRAR?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O nome do livro é Castelo Animado, igual do filme. Olha, eu não sei onde vende, pelo que eu procurei, o livro está esgotado em livrarias. De qualquer forma, tem para baixar no Scribd.

      Excluir