Doppelgänger


Devo ser um rosto comum. Já ouvi diversas pessoas dizendo que sou parecida com alguém ou que me viram em tal lugar que nunca estive. Teve até um dia que o professor de Ética perguntou se tenho uma irmã que estuda Química na faculdade, porque eu era parecida com ela. Não, nada de irmãs na minha vida.

Algumas vezes fico pensando se aquela lenda alemã maneira dos Doppelgänger é verdade. Acredita-se que todo mundo tem uma cópia negativa de si mesmo andando por aí. Outros falam que só você é capaz de vê-lo e que na verdade ele não é algo ruim. Uns acham que é mau agouro, que se você ver sua cópia, você morre.. Não sei vocês, mas sempre quis ver essas meninas parecidas comigo que os meus amigos acham espalhadas por aí. Como a vez que um amigo disse que me viu na fila do shopping do Morumbi, ou a vez que minhas amigas disseram que me viram em uma feira de profissões. E eu estava em casa o tempo todo.


O negócio é que lá estava eu no ônibus, com a cabeça encostada no vidro, quando noto uma menina do outro lado da rua muito parecida comigo. Simplesmente tomei um susto. Era a coisa mais estranha que já tinha visto. Tudo bem, comecei a reparar e vi que nós não éramos tão parecidas assim, porém, de alguns ângulos, ela podia muito bem se passar por mim. Ver, alguém que lembrava vagamente a minha pessoa, andando por aí deixou-me realmente assustada. Não que eu fosse morrer, porque até agora não morri, mas você está tão acostumado a ver seu rosto em um espelho que faz exatamente o que você faz, que quando vê algo daquele tipo parece fora do comum. Bizarro.

Então o ônibus virou a esquina e eu perdi de vista minha Doppelgänger que deve morar pertinho de mim. Queria saber a reação dela caso me encontrasse pela rua. Ou melhor, talvez não.

11 Comentários:

  1. Eu penso a mesma coisa, devo ter um rosto comum. Um monte de gente (e é gente de diferentes lugares) já me disse que conhece alguém parecido comigo ou que já viu alguém assim. Queria conhecer esse povo todo pra dar uma conferida e saber se não é paranoia de todo mundo kk

    ResponderExcluir
  2. Não sei se tenho alguma curiosidade de conhecer alguém que lembre a mim. Mas já me falaram que viram alguém bem parecido comigo por ai. E caso eu tiver alguma copia por ai, até que seria uma experiencia bem estranha vê-la pessoalmente.

    ResponderExcluir
  3. Uma vez, minha mãe estava no Youtube vendo um vídeo completamente random, e aquela fotinho que fica do vídeo, nas sugestões, estava com uma imagem que parecia MUITO comigo. Ela até tirou print pra me mostrar. Só que o vídeo era de muitos anos atrás .--.
    Nunca me disseram que viram alguém parecido por aí. O máximo que me dizem é que eu me pareço com algumas primas minhas!
    Deve ser estranho encontrar um "espelho" seu no meio da rua, hm.
    Beijos!

    qualquerlink.blogspot.com - O Frango voltou!

    ResponderExcluir
  4. Acho que nunca encontrei alguém parecida comigo por aí. Meus amigos vivem dizendo que fulana de tal é igualzinha a mim, mas quando eu conheço a fulana de tal, vejo que não tem nada a ver. Pena.

    ResponderExcluir
  5. Noooh... super estranho isso!
    A minha mora aqui em casa e é minha mãe! hiuahiouahoia

    Entãooo... eu sempre faço isso! Deixo o cabelo grandão e daí corto curtinho! Já fiz umas 3 ou 4 vezes na vida! A última vez tinha sido em 2009! :P
    Cabelo curto é beeem mais prático mesmo! Pra lavar e pentear então... vixe: a maravilha! :D

    ;*

    ResponderExcluir
  6. Ah,hahaha! Na minha escola, uma garota uma série acima de mim é muito parecida comigo!Todo mundo me confunde com ela, meus amigos e até minha avó!O pior é que ela é parecida comigo até de gostos!

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia essa lenda Doppelgänger e quando li sobre ela aqui no seu post me lembrou um pouco das anti-fadas daquele desenho Padrinhos Mágicos haha
    Desde que eu estava na quinta série começaram a me perguntar se eu tinha uma irmã/prima/familiar chamada Natália. Já me perguntaram na escola, em festas, no shopping. Na minha família não tem ninguém com esse nome e eu sempre quis ver essa menina. Na primeira vez que me perguntaram sobre ela eu estava com a minha prima e a gente até criou uma história muito legal (e meio sem sentido) sobre ela: uma garota minúscula que ninguém consegue ver a olho nu e que está sempre me seguindo. Medo. Já se passaram uns 5 anos desde o início dessa história, mas sempre que a gente se encontra o assunto Natália entra em questão.

    ResponderExcluir
  8. Meio louco ter alguém parecido com a gente. Mas,sabe,até que tem alguns que se parecem. Não são idênticos,mas dá pra se passar por outra pessoa.lol
    b l o g

    ResponderExcluir
  9. Eu nunca ouvi dizerem de ter visto alguém parecido comigo, menos ainda eu vi. Deve ser um tanto quanto bizarro. Huahuahuahua
    E, bem, Doppelgänger é algo que quero longe de mim.

    ResponderExcluir
  10. uma cópia negativa sua??
    Well, isso nunca aconteceu comigo. minto, acontece quase todo o tempo por que eu tenho irmã, e todos me acham parecida com ela... menos eu.
    Seria interessante encontrar meu Eu malvado. ou não.

    ResponderExcluir
  11. Saco é quando você conhece sua sósia e as pessoas vivem te confundindo --'

    uaheuaheuaheu, as pessoas me acham muito parecida com uma colega minha. E como éramos da mesma escola, mesmo bairro, mesma Igreja, já viu a confusão né? Só que eu não nos acho parecidas, sinceramente. Mas isso já rendeu histórias engraçadas.

    ResponderExcluir