Mundo Blogueiro


No meme que recebi sobre blogs, disse que eu estava no mundo blogueiro desde 2006 e a Sara pediu-me para escrever um pouco sobre aquela época. Outros leitores já me pediram para escrever o que acho dos blogs atuais, etc. Então decidi fazer um comparativo e dar minha opinião.

Blog 2006 a 2009 (mais ou menos)

Em 2006 eu só conhecia três tipos de blogs, que, a meu ver, eram os mais famosos: os femininos, os mórbidos e os de fã-clube.

Exemplo de layout. Foi retirado de um dos
melhores sites de layout da época, o Evelyn's Place
Os blogs femininos eram escritos por garotas, entre 11 e uns 16 anos. Os layouts eram rosa, pink, azul claro, lilás, entre outras cores nessa linha, eram simples no esqueleto (geralmente duas colunas), porém, com design bem elaborado e cheio de efeitos. Geralmente eram feitos no finado Weblogger. Os banners eram de mulheres famosas no qual seu trabalho é voltado para esse público, como: Hilary Duff, Lindsay Lohan, Paris Hilton, Ashley Tisdale, Ashlee Simpson, etc. Também se podia ver bastante com o tema Hello Kitty e Sanrio. Geralmente eram cheeeeeios de gifs, bonequinhas, coisas brilhantes e pululantes. Uma verdadeira poluição visual gliterinada. Quanto aos posts, em geral, eram pessoais. Eram verdadeiros diários no qual garotas desabafavam e falavam um pouco de suas vidas. Eu não lia muitos. Na verdade, eu entrava em blogs para salvar no computador gifs pululantes e bonequinhas bonitinhas. Meu interesse em ler blogs desse tipo era zero naquela época. Também era a época das “patricinhas”. Lembro-me de existir blogs com regras de como ser uma, dicionários, modo de agir, etc. E a maior inspiração delas era Elle Woods do filme Legalmente Loira.

Gosto desse filme até hoje, podem me julgar.
Os blogs mórbidos eram também simples, porém as cores mais utilizadas eram preto, vermelho e cinza. Também possuíam bastante gifs, com alguns brilhinhos, só que mais discretos. Também eram pessoais e possuíam bastantes desabafos, poesias e todo aquele mimimi já conhecido. Só entrava neles para pegar gifs também, raramente lia alguma coisa.

O único blog fã-clube que eu conhecia eram os de Harry Potter e era o único tipo de blog que eu realmente lia. Por ser mais site do que blog, tinha o layout bem mais elaborado e mais próximo do que conhecemos hoje. O meu favorito na época era o finado Potter Village. Até hoje fico triste pelo site ter acabado, era um dos melhores que eu conhecia. Minha parte favorita era o de especulações e teorias sobre os próximos livros. Tinha muita coisa lá que deixaria J. K. Rowling de cabelos em pé.

Tive dezenas de blogs na época, mas nenhum realmente engatou. A maioria eu fazia no Weblogger e minha parte favorita era escolher o layout e dar umas mudadinhas. Foi nessa época que comecei a aprender um pouco de HTML. Um dos meus primeiros blogs teve um layout da Hilary Duff (eu era apaixonada por ela!). Também tive um blog no site do MSN e escrevi algumas coisas lá, porém acabei abandonando porque o layout dele era sem graça. Antes do Spleen Juice, tive outros três blogs: um de humor, outro sobre o Tokio Hotel também de humor e um de contos. Acabei excluindo todos.

Blog atualmente

Blog não é mais sinônimo de um diário virtual onde você posta o que quiser. Hoje ele é fonte de renda, virou trabalho e blogueiro já é profissão. Começou-se a perceber que não só dá para ganhar dinheiro com propagandas do Google, como se pode vender espaço no seu blog para fazer publieditorial, afiliações e parcerias. O mercado que mais vem crescendo em blogs é o de humor e o feminino. Blogs de moda, de unhas, de sapatos, estética, são os que mais surgem todos os dias. E com isso veio aquela dúvida: em quem confiar? Será que a dica da blogueira é verdadeira ou ela só que me vender algo?

Fashion Gazette: um dos meus blogs favoritos de moda.
Destaque para o design do layout e a preocupação
com a estética deste
Gosto de blogs de moda, mas gosto daqueles que sabem o que estão falando. Daqueles que dá para ver claramente que a pessoa sabe que peça combina com o quê e não fica fazendo tentativas absurdas de acordo com o novo “trend”. Gosto de blog de maquiagem que quando faz tutorial dá para ver que a pessoa realmente entende do assunto e não daqueles que passa qualquer coisa nos olhos e está pronto. Não precisa ser formado em moda ou fazer algum curso, precisa apenas ter interesse em aprender, tentar e buscar o certo.

Outro tipo de blog que estourou bastante são os literários. De uma noite para outra, vários começaram a surgir e fazer resenhas dos mais variados tipos de livros. Eu gostava muito deles, mas, com um tempo, percebi que de um para o outro não mudava muita coisa. Eram os mesmos livros resenhados. Eram os mesmos pontos abordados. Um ou outro se destacava com uma resenha incrível. Sem falar naqueles que só colocavam a sinopse e depois um comentário se gostou ou não. Que tipo de resenha é essa?

Porém, de todos os blogs que existem no mundo, o meu favorito decididamente são os pessoais. Aqueles despreocupados, que falam sobre seu dia, postam algumas fotos, postam textos bem escritos e suas preferências. Daqueles que o interesse não é fazer propaganda da nova maquiagem que saiu, mas que busca, apenas certo reconhecimento e um grupo de leitores interessados. É daqueles que o poder da informação está no texto, nas fotos de sua autoria e na dedicação com que faz o layout.

E, falando em layout, atualmente há uma enoooorme preocupação nisso. Dá para ver que aqueles cheios de glitter, gifs pululantes e cores chamativas, foram substituídos por minimalistas, com cores claras e um espaço bem aproveitado. Há uma preocupação com a estética até dos posts, afinal um blog bem organizado chama atenção de leitores.

Os gifs atuais e mais utilizados em blogs são justamente aqueles do Tumblr, com imagens de séries, filmes, desenhos, entre outros. Servem para mostrar expressão e também identificação. São bem menos chamativos que os de 2006 e, sinceramente, acho que combinam bem mais com os blogs atuais e não carrega tanto o post. As imagens utilizadas também não são mais aquelas do Google Images. São geralmente tiradas do Weheartit, Tumblr, Flickr e Deviantart, e procura-se beleza e poética nelas. Acho que nunca se procurou tanto a perfeição e o belo em blogs como antes.

Juliana Cunha: um dos meus blogs pessoais
(e jornalísticos) favoritos
Quanto aos textos, tenho que dizer que tenho uma grande preferência pelos longos. Gosto de coisas bem explicadas e com bastantes detalhes. Porém, os curtos, desde que bem escritos, podem ser tão acalentadores quanto os longos. Pelo menos nos blogs pessoais, não há aquela preocupação de: “ninguém vai ler se eu escrever demais”. Blogs pessoais são como livros, muitos deles servem para ser lidos de cabo a rabo. Eu mesma já fiz isso com vários blogs.

Não acho errado ganhar dinheiro com blog. Tem muitos que ganham e dá para ver o enorme amor que a pessoa tem por ele. Dá para ver que foi feito com muito suor e também com algumas lágrimas. Mas tudo que é demais estraga. Estraga ver blogs sendo criado apenas visando lucro sem fazer sua parte. Cansa ver blog igual ao “daquela blogueira famosa”. Cansa ver blog tentando encontrar a fórmula do sucesso. E até blogar às vezes cansa. Porém é bom saber, que de todas as redes sociais existentes, existe uma em que você pode fazer do seu jeito. Que pode deixar um pedacinho real de você. Blog é uma faca de dois gumes, mas é algo que vale a pena tentar.

18 Comentários:

  1. Adorei o texto, eu viajei no tempo, me lembrando dos blogs cor de rosa e pretos, eu estava descobrindo este mundo, muito novo para mim, e no começo tudo era mais legal, mais simples, mais humilde até, hoje em dia á concorrência, blogueiras brigando com outras blogueiras e plagiando é um caos, o número de seguidores é mais importante do que ter seguidores que realmente leia o seu espaço, é muito chato aquelas pessoas que só te pedem para seguir e nem lê o que vc demorou uns 30 minutos ou mais para escrever... Vou em um blog vejo a mesma coisa que estava falando em um, fico sempre desanimada com isso, eu adoro blogs é o meu passatempo favorito ler blogs, e eu sinto falta daquela época em que os blogs eram mais ‘únicos/originais’, hoje em dia á ainda uma minoria que salva, e eu claro não perco tempo e os sigo, pois eu quero coisas novas, já cansei de ler sobre a saia que está na moda, o tênis que está usando, as cores de verão e etc... mais paro e penso também, quem sou eu para julgar alguém?! O meu blog é um grãozinho de areia ainda que, precisa melhorar, não quero ser como estes blogs de hoje em dia, quero ter um blog que seja como um espelho meu, não sei se essa definição se adéqua mais é isso. Beijos ^^/

    ResponderExcluir
  2. Bom,eu posso dizer que parei tudo que eu estava fazendo e li todo o seu texto e ele me fez lembrar da época mais antiga e confesso que eu adorava aquele exagero de glitter,gifs e alegria (sinto falta disso).Essa época minimalista é legal,deixa tudo mais organizado e tals.
    Os blogs que mais me atraem atualmente são os pessoais que contenham algo artístico,tipo ilustrações,fotografias,música e etc.
    Eu acredito que ainda existem muitos blogs que valem a pena serem lidos e visitados,o seu é um deles,o da Melina etc
    Beijos e lindo post!

    ResponderExcluir
  3. confesso, eu tinha um blog mórbido e nunca gostei do excesso de gifs rs também adorava a hilary duff (ainda adoro, confesso rs) e adorei o texto, Dani Dani! também descobri os blogs em 2006 e, apesar de nunca ter tido muito jeito com html, já tive vários hehe concordo plenamente que é meio cansativo ver tantos blogs hoje "se vendendo", parece que tudo tem preço mesmo.. chega a ser um pouco triste. mas ainda há esperança, no seu blog, por exemplo, que é um dos meu blogs preferidos hehe
    enfim, só pra acrescentar, apesar de tudo, a preocupação com a "estética" dos blogs hoje em dia é beeeem melhor rs

    ResponderExcluir
  4. Belo texto rs
    Lembro dessa época! Era bem isso mesmo xD
    Também prefiro blog's pessoais,tipo o seus haha

    ResponderExcluir
  5. Nossa, eu nem acredito que eu sou desse tempo tbm, kkkk
    Gente eu já tive um blog cheio de frescurites e imagens brilhantes, como pode? kkkk
    Concordo com você, prefiro os blogs mais pessoais, tipo diário!
    Muitas pessoas hoje criam um blog já pensando em ganhar dinheiro com ele, isso é um grande erro!

    http://4demarco.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Nossa que legal saber como eram os blogs uns anos atrás. Eu tinha vontade já a bastante tempo de ter um blog, para colocar apenas o que eu escrevia.
    Mas, quando comecei a mexer no meu ano passado mudei bastante minha ideia inicial, e estou adorando esse mundo.
    Concordo com você, que tudo o que é demais estraga. Acho o mundo dos blogs um máximo, só que ainda falta criatividade muitas pessoas preferem fazer como um blog famoso do que achar seu próprio estilo para blogar.
    Parabéns pelo texto, você escreve muito bem.

    ResponderExcluir
  7. Nossa eu ja tive blog até no blig, do ig, será que ainda existe isso?? XD Estaria no weblogger ate hoje se nao tivesse acabado. Gostava bastante dele, era bem pratico. O meu primeiro blog foi sobre Harry Potter, quando eu tinha 12 ou 13 anos, nossa quase 9 anos atras XD Ate hoje procuro pelos sites onde costumava pegar os layouts, adorava o vickys place, tinha muitos templates de anime por la... Adorei o post!!
    beijos!

    ResponderExcluir
  8. O mais legal dos blogs hoje em dia é que você tem liberdade pra escolher o que postar né? e porque nem todo mundo tá interessado em visitas, e isso ajuda pra caramba. Tem gente que realmente gosta de blogar, ler, escrever e é isso.
    Beijo adorei o post.

    ResponderExcluir
  9. Eu tb adoro blogs pessoais... de tudo um pouco da pessoa, sabe? ^^

    Nossa, quem não sabia html nos finados 2000 e pouquinhos! ^^ Época boa de ser blogueiro... (hoje tb é, só que canso das modinhas)

    ResponderExcluir
  10. Não poderia concordar mais. Adoro blogs pessoais, de gente que posta por amor, sem muita pretensão de ganhar dinheiro ou fama. São só palavras muito bem pensadas e que expressam bastante sobre o blogueiro. Eu ainda tenho meus blogs de 2006 e de vez em quando dou uma olhada (e penso: nossa! Como mudei em alguns anos).

    ResponderExcluir
  11. meu primeiro blog foi em 2002 HDUAHSD sério, eu tinha sete anos, era recém alfabetizada e basicamente repostava aqueles gifs cheios de brilhinhos. de lá para cá, só tive um realmente sério (que se chamava, deus sabe porque, disco ink) e agora o distopicamente, que bate recordes em termos de duração.
    não tenho um tipo de blog preferido, mas como você, gosto de gente que sabe que está falando. morro muito com blog literário cheio de erros básicos tipo "eu gosto de lê" ou "concerteza", que são coisas que basicamente o word corrige.
    tenho vontade de tornar o meu blog mais pessoal, mas sei lá. me sinto mais confortável escrevendo sobre filmes, séries e livros mesmo, sabe?

    ResponderExcluir
  12. Nossa, meu primeiro blog foi do Weblogger mesmo! HAHAHA Que horror, viu? Mas durou apenas umas semanas, eu detestava aquela plataforma. Testei o do Uol, do Sapo e até o wordpress. Penei e saracoteei bastante até cair no blogspot (mas também tive uns 5 antes de chegar no atual e ficar de vez, haha).
    Atualmente, o que acho ruim é que todo mundo quer ser igual a alguém que conseguiu destaque. Independente de tema ou assunto que é abordado.
    Duas coisas que você não falou, mas que me incomodam muito:
    1. "segue que eu sigo de volta." mimimi do caramba, viu? uahuahua
    2. esses bloguinhos de tutoriais, todos copiados uns dos outros :S
    Antes a onda dos blogueiros jovenzinhos era falar sobre moda, agora é ensinar a fazer templates. Pena que não são originais, apenas copiados e copiados uns dos outros :(

    Vamos torcer para blogosfera dar uma melhoradinha, né?
    Beijo.

    ResponderExcluir
  13. Ahhh, eu tive blog no weblogger, no uol e só depois migrei para o blogger, rs!!!

    Gente, era tudo diferente demais, seu texto falou muito sobre os estilos da blogosfera passada. Eu não curtia os blogs porpurinados, não mesmo!
    Mas agora blogueiro é profissão e todo mundo quer ter anunciante e ser famoso em 2 meses e sem ler o post dos outros, nem visitar ninguém, nem interagir, nem criar seu spróprios posts, ....

    É..... rs!

    Adorei o post!
    Beijos
    Pâmela Rodrigues
    Blog: Liste & Realize
    Página no Facebook

    ResponderExcluir
  14. Já tenho blog a 9 anos, e tinha mais um tipo de blogs que não está na sua lista mas talvez você não costumasse visitar: os blogs de meninas que gostavam de animes, eles ainda existem mas eram em um numero muito grande antes, e faziamos contests (você se lembra dos contests?) e era tão legal, sinto falta daquela época :(
    Mas apesar de tudo, e de não ser muito chegada em blogs de moda (pra mim se você segue um, você sabe o que todos estão postando) vejo muito mais matérias úteis, sobre decoração, DIY, livros... ou coisas mais interessantes da vida pessoal de alguem, não só "ai fui no shopping com o X e Y e depois comemos bolo" ou se for só isso com fotos bonitas pelo menos hahaha.

    PS: Não acredito que não gosta de Orgulho e Preconceito! e quem são as irmãs bronte? são do mesmo estilo??

    ResponderExcluir
  15. Bem lembro desses blogs mórbidos, todos trabalhados no emo way of life, e como esquecer a poluição visual, como você mesma disse, dos blogs femininos das antigas, carregados de glitter, gifs de bonequinhas e a peste toda, acho que não cheguei a ter nenhum desses, mas era comum achá-los nessa blogosfera imensa. Eu não sou muito chegada em blogs de moda, nem de maquiagem, não tenho muita paciência para. Quando quero aprender a fazer algum make vou logo no youtube e saio vasculhando em alguns canais do gênero que conheço, mil vezes os pessoais, esses eu adoro demais. <3
    Não sei como surgiu esse monte de blogs literários, é ótimo porque incentiva a leitura, mas realmente falta preocupação por parte do blogueiro em fazer diferente, sabe? Tudo bem que você recebe o livro da editora e tem que fazer uma resenha, mas se for pra fazer, meu amigo, o que custa diversificar?
    Amei esse post, né, Dasty! Coisa mais linda. <3

    ResponderExcluir
  16. "Estraga ver blogs sendo criado apenas visando lucro sem fazer sua parte. Cansa ver blog igual ao “daquela blogueira famosa”. Cansa ver blog tentando encontrar a fórmula do sucesso. E até blogar às vezes cansa. Porém é bom saber, que de todas as redes sociais existentes, existe uma em que você pode fazer do seu jeito. Que pode deixar um pedacinho real de você. Blog é uma faca de dois gumes, mas é algo que vale a pena tentar."

    Respirei fundo e bati palmas feito uma foquinha ao ler isso.Ultimamente esse boom de blogs iguais, cheios de ads e parcerias e compre aqui e descontos e isso e aquilo anda me dando nos nervos. Quando não, são aqueles similares uns aos outros, e as copycats, e aqueles mimimis, e isso e aquilo. Se tornou massante, a grande verdade é essa. As pessoas não postam mais por postar, mas para adquirir status, o que é triste.

    O post ficou excelente e de uma qualidade crítica muito boa.

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Nossa, eu sou dessa época também! E meus templates - que eu aprendi a fazer - eram do tipo FUFURAX-HELLO-KITTYS. Como a guria retardada que eu era na época, eu gostava dos blogs de patricinhas, mas eu era pobre demais pra seguir as dicas do tipo "mantenha seu cabelo escovado", "mantenha suas unhas feitas" e "invista em objetos cor de rosa".
    Tive blog no Weblogger, no UolBlog, tentei ter no Ig mas não gostei e depois conheci o Blogger. Ai fiquei um tempo longe e quando voltei, tentei abrir um blog no Wordpress, que eu detestei e então voltei pro blogger. Fiquei Surpresa quando me deparei com tanto kibe do ~blog famoso~, tantos blogs com resenha igual de Percy Jackson e a unica surpresa positiva foi o fato de ter encontrado blogs pessoais muito bons.
    Uma coisa que tinha na minha época também: aqueles grupos do MSNGroups, grande fonte dos gifs pululantes e das bonequinhas feitas no Dolls.
    Bons tempos UAHUAHA Mas, também prefiro a estética de hoje em dia. Só o que me irrita é o povo querendo lucrar ryos com um conteúdo bastante duvidoso.
    Beijos!

    qualquerlink.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. É tão difícil encontrar alguém que goste de posts longos! Geralmente as pessoas ficam com preguiça de ler e vão embora... e perdem coisas importantes e interessantes qeu o outro escreveu!

    Também gosto mais dos blogs pessoais. São os meus favoritos, pois mostram mais a pessoa que está escrevendo.

    Beijos.

    Obs.: Cheguei aqui pelo blog de uma amiga e gostei muito! Parabéns!

    ResponderExcluir