Entre Pautas e Caracteres

Sou simplesmente apaixonada por cursos. Se eu pudesse (e tivesse dinheiro), faria vários ao mesmo tempo. Por enquanto (e para minha própria sanidade mental), estou fazendo três: violão, canto e japonês.

Violão que eu ganhei
Violão: As aulas de violão estou fazendo na minha própria faculdade. Lá, se você procurar bastante, acaba descobrindo vários cursos grátis e legais. É uma vez por semana e tem uma hora de duração. Tem umas dez pessoas na minha sala, o que é melhor em minha opinião já que não é um número tão grande e dá para o professor dar atenção para você em caso de dificuldade. Até agora só aprendi seis acordes. Meu irmão também está fazendo aulas, mas não no mesmo lugar que eu. Então, sempre acabamos ensinando algo um para o outro.

Canto: Também estou fazendo na minha faculdade! Na verdade, o curso se chama Oficina de Voz. É um curso voltado para você aprender a dominar sua voz, ou seja, vai aprender respiração e postura, e, claro, cantar. Tem umas 70 pessoas no curso, sério, ele é bem famoso, principalmente para a comunidade (ou seja, acaba tendo mais pessoas que não estudam na faculdade). A maioria não tem muita experiência em canto e vem realmente para aprender. Eu estou achando super difícil! Eu sabia que não era só soltar o gogó, que tinha o lance da respiração, mas é muito difícil colocar seu corpo “no lugar certo”. Tem vários truques para você “abrir” mais a garganta e permitir que o som saia melhor, onde armazenar o ar, etc. Como estou no começo, eu acabo pensando em tudo isso. Quem já é experiente, já faz isso automaticamente. Espero que até o final do curso, eu perceba alguma diferença.


Japonês: Então, eu já faço japonês há um bom tempo. No lugar onde eu fazia técnico em design gráfico, tinha aulas de japonês de graça. Foi lá que consegui ter uma base, não só do alfabeto, como também da estrutura das frases e algumas partículas. Terminei o japonês lá (que eram apenas dois semestres) e comecei a procurar em outros lugares porque queria aprender muito mais. Foi então que achei uma comunidade japonesa que dava aulas. A diferença desse curso para o outro é que esse é mais conversação. Como peguei uma turma que já estava avançada (estavam na lição 6 do livro Minna no Nihongo, um dos livros mais famosinhos para estudar japonês), tive que me dedicar bastante para alcançá-los. Hoje melhorei muito, mas sinto que ainda preciso estudar muito mais. Há muita coisa para lembrar e gravar.

Para quem não sabe, os japoneses possuem três alfabetos:

Hiragana: utilizado para escrever palavras japonesas.

Katakana: utilizado para escrever palavras estrangeiras e também onomatopeias.


Kanji: o mais difícil de todos porque são caracteres chineses. Tem milhares de kanjis e eles representam palavras (ou parte de palavras). Para entender melhor, vou dar um exemplo. Carro em japonês é kuruma, que, em Hiragana se escreve: くるま. São três caracteres, cada um significa uma sílaba. Em Kanji, tem uma forma de simplificar, existe um caractere próprio para carro: 車. Porém, esse “simplificar” nem sempre simplifica, pois existem muitos kanjis e alguns têm tanto detalhes que é preferível escrever a palavra em hiragana mesmo. Sem falar que tem kanji que é usado para várias outras palavras. *Espero que não ficou difícil de entender*

Até aí tudo bem, você pensa que a coisa mais difícil em japonês são os Kanjis (e são mesmo), mas você não só tem que aprender um alfabeto completamente diferente, como a estrutura das frases também. Japoneses falam ao contrário.
Watashi wa burajiru-jin gakusei desu.
Tradução literal: Eu brasileiro estudante sou.
Tradução certa: Eu sou um estudante brasileiro.

Essa ainda é uma frase simples. Como em português temos uma ordem diferente de organizar a frase, é um pouco difícil para nos acostumarmos com uma nova. É igual ao inglês quando vamos fazer uma pergunta, também há uma inversão: Can I help you?

Lembro que sentia a maior dificuldade em ficar trocando os verbos em inglês, hoje já faço isso naturalmente. Com japonês, isso está acontecendo, mas ainda sinto dificuldade com frases muito grandes.

O negócio é que estudar uma língua completamente diferente da sua é bem difícil. É como voltar a ser criança, você volta a fazer ditados, a usar aqueles cartõezinhos para juntar as sílabas, a fazer brincadeiras de memorização, entre outros. Vi na SuperInteressante uma vez que estudar alfabetos diferentes do nosso (como chinês, japonês, russo, coreano) ajudam no desenvolvimento do cérebro. Sem falar que é muito divertido quando você assiste um anime e entende o que eles falam (ou pelo menos parte do que eles falam).

Sempre que eu conto para as pessoas que faço aulas de japonês, elas não entendem muito bem o objetivo, afinal as línguas mais procuradas são inglês, espanhol ou alguma europeia. Mas o negócio é que um dia eu quero conhecer o Japão. Quero utilizar tudo que eu aprendi lá. Não pretendo morar para sempre, mas tenho uma imensa vontade de conhecer esse país desde que eu era pequenininha. Mas, e no Brasil, dá para usar japonês? Dá sim. O mercado japonês está crescendo, podemos ver diversas marcas por aí: Honda, Nissan, Mitsubishi, Toyota, Canon, Nintendo, entre outros. Também descobri que há agências de publicidade japonesas no Brasil. Ou seja, acho que japonês pode ser um diferencial que me ajude no mercado de trabalho. Hoje quanto mais línguas você souber melhor.

E você? Que cursos faz?

17 Comentários:

  1. Estou fazendo libras, curso que a faculdade disponibiliza, e estou adorando! Eu gostaria tbm de fazer mil cursos ao mesmo tempo, mas kd dinheiro e tempo? .__.

    ResponderExcluir
  2. Que demais, eu tb queria me ocupar assim com vários cursos, acho super legal isso! Eu tenho tentando aprender japonês pelo Fale em Japonês com a Sarah, mais ainda sim quero entrar em um curso próprio para isso *-* eu tb um dia quero conhecer o Japão aiai... beijos s2.

    ResponderExcluir
  3. Adoraria poder fazer mais cursos, principalmente esse ano que ainda não faço muitas coisas. Mas dinheiro? Cadê?
    Faço inglês e me emparalho toda com aqueles verbos. Só sei que preciso me dedicar mais já que na minha última prova não fui muito bem ):
    Gostaria muito de fazer aulas de canto e de algum instrumento também.

    ResponderExcluir
  4. Violão eu já fiz, mas percebi que não era muito a minha, não sei, música não faz tanta diferença assim na minha vida sabe? Ao contrario de muitas pessoas que ficam ouvindo o dia todo eu só, sei lá, nem lembro muito disso. Ja japones como toda amante de anime que se preze adoraria fazer, bommais ou menos, tenho vontade de aprender a falar, e nenhuma de aprender a escrever e ler até porque olha só quanto alfabeto! hahaha

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post.
    Se eu pudesse faria cursos a semana toda, acho mega interessante aprender tantas coisas diferentes. Infelizmente, só estou fazendo um curso no momento e é de Gestão e negócios porque faz parte do meu contrato com a empresa que eu trabalho. Era pra eu ter começado dança e japonês no começo do ano, mas acabei enrolando um pouco e não comecei até agora. Tô procurando o melhor lugar pra fazer ambos. Na verdade, estou pensando em trocar dança por violão, ainda não decidi.
    Além desses, queria ter tempo de fazer ballet, circo (estou há um ano dizendo que vou fazer e já fui ver em vários lugares diferentes, mas acabei mudando de ideia de novo), libras e coreano. Esse último eu pretendo aprender nem que seja o básico por conta própria.
    DEUS, COMO SOU INDECISA ):

    ResponderExcluir
  6. Cara, que legal! Adoro cursos para descobrir como fazer coisas novas, sabe? Sou do tipo que já passei por vários hahaha Atualmente, tenho tentado me focar mais na escrita e no colégio mesmo, então nem tá rolando :///
    Ei, tá rolando booktour do livro nacional Os segredos de Landara lá no blog, caso tenha interesse, corre para dar uma conferida :)

    ResponderExcluir
  7. Eu também amo cursos. Estou dando uma folga esses primeiros meses pois estava numa rotina louca com a faculdade e tudo mais. Mas ainda faço canto! Faço particular e é maravilhoso. Como amo música é minha hora de me soltar e colocar tudo para fora cantando. :)

    ResponderExcluir
  8. Adoraria fazer mais cursos, caso fosse uma pessoa mais disposta. Mas, infelizmente, estou naquela fase de só querer deitar e dormir pra sempre. Faço o mais básico e clichê de todos os cursos - inglês - e, mesmo assim, só porque sou obrigada. Não tenho ânimo nem pra estudar pras minhas provas, isso porque ainda estou no primeiro ano do ensino médio...Quem sabe, quando eu estiver na faculdade, minha vontade de mil cursos não volte? Acho muito bacana da sua parte cursar tantas coisas, isso é bom tanto pra você, quanto pra quem convive com você - ou lê seu blog!

    inconstanteando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. como cê acha esses cursos de graça na faculdade? hahaha eu tô terminando o meu curso de produção de moda agora e eu achei tão mais legal que a faculdade haha ainda quero fazer de vitrinismo e personal stylist :)

    ResponderExcluir
  10. Não faço nenhum curso :C
    Seria bom aprender inglês, a tocar violão e tal...Ms apenas faço faculdade,e como tô correndo atrás de estágio,acho que nem rola :/
    Os japoneses falam como o Yoda, olha só *-* (eu ♥ Yoda)
    Enfim, boa sorte nos cursos o/

    ResponderExcluir
  11. Yay! Adorei o post! \o

    Na verdade eu tenho meio que habilidade zero para música. Inventei de aprender violão, mas nunca fui atrás. Minha irmã começou num curso gratis a aprender a tocar, e depois que vi que minhas unhas iam atrapalhar e que eu era descoordenada demais pra tocar aquele negócio, desisti total haha

    Hmmm.... Fora isso todas as outras coisas que eu sei eu aprendi sozinha. Costura, desenho, pintura... O básico do básico do básico do básico de alemão...

    Os unicos cursos que eu tenho são o de inglês, que estou quase acabando (embora eu não veja diferença em ter ou não um diploma nisso, o que vai valer é se você conseguir conversar numa entrevista de emprego ou algo assim, não? Seguir um curso mesmo é pura opção...). E o técnico de Logistica pela ETEC tbm, que particularmente eu achei um porre. Gestão definitivamente não é minha praia.

    Fora isso... já fiz (mas no máximo 4 anos, nunca 'terminei' de terminar mesmo u.u) judô, kung fu e karatê (o mais foda de todos, eu amo! *-*) e pretendo, assim que começar a faculdade e me mudar pra sampa, começar o japones *-* E talvez continuar o karatê na UFABC tbm. Tem clube de artes marciais lá! \o Sea gente fuçar mesmo, tem tudo que é tipo de clube nas faculdades o.o Quando minha amiga veterana me contou, achei isso muito legal :3

    Olha, eu não consigo aprender uma lingua porque 'ficaria mais facil de arranjar emprego'. Até porque eu acho que sou meio rebelde nesse quesito social, nunca me sujeitaria a algo apenas por pressao da sociedade. Se eu for aprender alguma coisa, é porque eu realmente queria SABER aquela coisa. Que nem inglês: praticamente tudo hoje é em inglês. Eu particularmente não cultuo essa lingua, só aprendi mesmo porque é a que todo mundo aprende primeiro e a que me pareceu mais prática de se saber. Agora que já sou quase~~~~ fluente, faço meus planos para mais línguas.

    Acho que a gente precisa mais é de um estímulo para aprender alguma coisa. Que nem, me decidi pelo japones porque é algo que realmente me instiga, e também tenho planos de algum dia poder visitar esse país. Mas principalmente porque sei que tenho bastante coisa em japones ao meu redor para me servir de estímulo. O que eu mais leio depois de livros são mangás, e acho simplesmente fascinante a ideia de poder lê-los no original. Tanta coisa legal sai aí pela internet... Mas é sempre só em japones. Me irrita quando tenho que ficar dependendo da boa vontade de tradutores e essas coisas. Por isso quero poder me virar sozinha nesse quesito.

    Tenho quase certeza que não vai ser útil em nada na carreira que eu escolhi, a não ser que eu vá projetar satélites na terra do sol nascente, mas... Quem consegue prever o futuro, né?

    Vai que um dia eu preciso dessa lingua e não sei? Vou ficar me arrependendo o resto da vida por não ter separado um tequinho do meu tempo no passado pra aprender algo que eu realmente gostava. Então, prefiro prevenir e aproveitar que estou no pique XD

    ResponderExcluir
  12. eu tbm faria todos os cursos se eu pudesse *-* uma lingua que eu quero aprender muito é Francês, acho lindo!
    to fazendo só ingles, no momento. Não tenho tempo pra nada O_O pra quem trabalha, estuda a noite, faz curso de sabado é muiiiiiiiito corrido!
    queria fazer alguma dança, acho lindo! quem sabe ano que vem né? bjs

    ResponderExcluir
  13. Se pudesse faria centenas de cursos. E muitos seriam de dançasssss. Eu amo dançar. Outros tantos de artesanatos diferentes. De poesias e leituras e de alemão e italiano. Ah, também quero me aventurar na antropologia e na engenharia genética e na arquitetura.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Pode rir, eu mesma nem acredito que goste de tantas coisas diferentes!!!

    Beijos
    Pâmela Rodrigues
    Blog: Liste & Realize
    Página no Facebook

    ResponderExcluir
  14. eu tbm faria muitos cursos se tivesse tempo and money...
    Eu tentei um curso inicial de violão com meu tio que toca profissionalmente, alias tocava, mas depois eu tive que aprender por mim mesma. só que isso me prejudicou um pouco quando fui pra faculdade e não tinha nem noção que violão era só aquilo. hoje eu já venho estudando um pouco mais, mesmo tendo saido da faculdade. tem gente que acha que musica é algo fácil, é claro que com pratica voce domina, mas no começa não nada fácil.
    Eu tbm queria muito fazer aulas de canto, vi algumas coisas sobre respiração e tenho lá meus exercicios, mas é aquela coisa, com um professor lhe orientando é muito melhor. ainda esse ano vou fazer.
    japonês, me pareceu complicadinho hein, haha. Acho que a unica lingua que me interessei pra fazer curso foi inglês, e até quero voltar por que tive que parar no meio do curso... mas nada como as series pra nos ajudar a não perder o jeito né?

    ResponderExcluir
  15. Ahh cursos <3 Eu estou louca pra fazer alguns na área de Moda, mas os que eu quero são caaaros T^T Também quero fazer francês e um intensivão de japonês. Eu fiz 5 semestres na Wizard, mas senti falta de aprender mais da parte escrita, já que o curso é mais focado em conversação ;-;

    ResponderExcluir
  16. Que legal! Eu gostaria de aprender a tocar piano e também tenho vontade de voltar a aprender japonês. Por enquanto ainda estou penando no inglês, mas na verdade preciso de um dia com 48 horas pra fazer tudo que quero e um cérebro com o dobro da capacidade rsrs

    ResponderExcluir
  17. Canto ♥, não tô mais fazendo, sinto falta ):.
    violão eu aprendi sozinha é bem fácil se você se dedicar :D, eu tenho vontade de aprender teclado/piano.
    Caraa Japonês é difícil viu 'o'.
    Eu entrei na aula de balé agora *---*

    ResponderExcluir