Hotarubi no Mori e

Link do artista que fez essa linda fanart ♥

Sempre que alguém me diz que não gosta de animes, penso: “Essa pessoa não sabe o que está perdendo!”. É quase a mesma relação que tenho com a leitura. Sei que existem animes ruins, bobos, estranhos e violentos, mas também existem aqueles com histórias lindas de aquecer o coração. Então, se você nunca assistiu sequer um anime em sua vida, por que não começar com Hotarubi no Mori e que tem apenas um episódio de 45 minutos? Na verdade, é um filme, mas não consigo considerar algo de 45 minutos como um.

A história é sobre uma menina de 8 anos chamada Hotaru que passa todos os verões na casa do seu tio que fica em uma cidade do interior do Japão. Um dia, enquanto estava explorando o local, ela acaba se perdendo em uma floresta que dizem ser habitada por espíritos. Desesperada, pensando que nunca iria conseguir achar o lugar de volta, ela se põem a chorar. É nesse momento que Gin apareceu, um espírito de um rapaz que usa uma máscara de raposa. Ele ajuda Hotaru a achar o caminho de volta e diz a ela que nunca pode ser tocado por um humano, se não desaparecerá completamente. A partir desse primeiro encontro, Hotaru continua encontrando Gin todos os verões, nascendo uma amizade forte que vai aos poucos se transformando em amor.

O filme é lindo, lindo, lindo! Eu não gostei muito da arte dos personagens, mas a dos cenários são impecáveis. A história é tão doce e encantadora que me lembra os filmes da Ghibli, principalmente por apresentar meu tema favorito: mitologia japonesa. Também há várias cenas de comédia, principalmente quando Hotaru é pequenininha. A partir do momento que ela cresce, o enredo vai ficando mais sério. A minha parte favorita do filme é a do festival japonês que os espíritos comemoram. Lá dá para ver vários personagens do folclore japonês e muito da cultura “humana” também.

Tanto Hotaru quanto Gin são personagens muito bons. Apesar de amá-lo e querer tocá-lo, Hotaru se contém o tempo todo porque sabe que assim o perderá para sempre. Da mesma forma que Gin, com seu jeito protetor e bondoso, acompanha Hotaru o tempo todo mesmo sabendo que ela é sua destruição. A relação deles é baseado nas estações, na qual, ambos ficam esperando ansiosamente pelo verão para se reencontrarem.

Decididamente a história é dessas que fazem a gente pensar, chorar e aquecem o nosso coração. Sem falar que você nem percebe o tempo passar, o filme é tão curtinho (talvez o único ponto negativo) que deixa a gente com gostinho de quero mais. 

Para quem quiser, assisti online no Animetube.

5 Comentários:

  1. Normalmente não assisto nada online, internet ruim da nisso. Porém se tratando de um anime com um episodio, porque não tentar assistir, né?
    E o que achei? AHHH que lindo, lindo e lindo, assim como você disse. Não cheguei a chorar, mas até que fiquei encantada, emocionada (como descrever? haha). :3

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia esse, fiquei super interessada. Ainda mais que é curtinho! Saudades da época que eu tinha paciência (e tempo) para acompanhar animes longos haha amo animes! Obrigada pela recomendação :)
    Beijos - http://stardustbones.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Hmm deu vontade de assistir!! A história parece puro amor. Ando meio sem ter o que assistir, todos os que eu tento não me agradam então sua sugestão veio em boa hora XD

    ResponderExcluir
  4. Gostei da sua resenha e, como estava mais num humor para animes/doramas/coisas japonesas esses dias, corri logo para assistir. E agora eu só lhe pergunto: por que Dasty? Por que?
    Esse "mini-filme" foi tão fofo e encantador que estou chorando sem acreditar nesse final até agora. Acabei me apaixonando pelo Gin, pode isso? E eu já esperava algo do tipo no fim, mas que fosse "reversível" ou que... Sei lá, não estou fazendo muito sentido agora. THE FEELS, OH THE FEELS. <3

    Nayh's Wonderland

    ResponderExcluir
  5. Muita vontade de ver. e faz um tempão que não vejo animes

    ResponderExcluir